Archive for Julho, 2009

Dúvidas Sobre o Fim de Semana? Leia Este Post.

Julho 31, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

Depois de uma semana de trabalho, chega a Sexta-Feira e o bom é acalmar o ritmo, não? Sim, sei que talvez você tenha que trabalhar, e se for o caso torço que você esteja feliz por isso. Mas talvez não, você não precise labutar neste fim de semana…hummm… e aí? Já planejou o que fazer? Ou vai ficar a toa? Na dúvida, vamos nos inspirar juntas? Então bora

Marie Claire.com

Tem parque aí perto? Eu não tenho bicicleta, e você? Por aí é possível alugar bicicleta? Por aqui sim. E depois? Se acabar numa guloseima sem culpa. Ô delícia!EmoticonBigSmile

Marie Claire.com

E shopping? Tem por aí? Ah! Livraria tem, ? E livraria “das boas” num shopping “dos bons”? Por aqui quem mais gosta de passar umas horinhas passeando a toa no Iguatemi Campinas, e também folhear livros e revistas na Saraiva somos nós, marido e eu. Tudibom!! Você costuma fazer isso por aí também?EmoticonHappy

Marie Claire.com

E um jantar diferente dos que acontecem na rotina? De repente é neste fim de semana, ? Há quanto tempo você não janta fora? A ideia te apetece, bonita?EmoticonWink

Marie Claire.com

uhum, sei… sair para jantar fora não vai dar ($$$…EmoticonCrying ) neste fim de semana, ? Mas vocês bem que poderiam cozinhar juntos algo que os dois curtem, não poderiam? Isso é o suficiente para tirar “o ar” de rotina no fim de semana, não é? Por aqui marido e eu gostamos bastante de improvisar burritos e quesadillas na cozinha. Nada elaborado, mas também isso é o que menos importa, concorda?EmoticonEyebrow

Dica? Sugiro dar uma olhadinha no blog da Rose, o “Receitinhas e Frescurinhas”, ou ainda no da Fla, o “Arte na Cozinha”, e achar algo gostoso e fácil de fazer a dois…EmoticonCool

Marie Claire. com

Você gosta de museu? De ver mostras por aí afora? Por aqui gostamos um tantinho mais e eu recomendo. Esse tipo de passeio é tão bom para a cabeça, para o conhecimento, para o exercício da sensibilidade, enfim, a gente expande muito fazendo essas coisas. Isso não é bom?

Na capital paulista há muito o que se fazer e ver nesse sentido. Você já conhece o Museu do Ipiranga? E o Museu da Língua Portuguesa? E quanto ao Museu da Casa Brasileira? Já foi na Pinacoteca do Estado?

hummm…é que você não está em São Paulo? Então por aí onde está deve ter coisas legais para se ver nesse sentido também, não tem? Então, aproveita!

Marie Claire.com

Tem planetário por aí? Quem sabe não será este um bom (e diferente) passeio no fim de semana? Espero, contudo, que você tenha mais sorte que eu. Bem que tentei ir uma vez ao que fica no Parque do Ibirapuera, em Sampa, mas quem disse que consegui achá-lo aberto? Não faça como eu, hein? Informe-se antes sobre o horário de funcionamento direitinho…EmoticonThumbsUp

Então é isso, bonita! Se procurar bem, não faltam coisas legais para aproveitar  o fim de semana, não é? Espero que você aproveite o seu, porque aí a próxima semana vai começar bem melhor, não? No mínimo, com muita história para contar…

Então, bom fim de semana para você!!!EmoticonWink

Imagens: Marie Claire.com

Bicha Fêmea Convidada em Foco – Claudia

Julho 30, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

Não faz muito tempo que encontrei a Claudia, do blog “Feito a Mão”, na blogosfera. Na verdade, ela me encontrou. Li o comentário que ela deixou no Bicha quando ainda estava fora, no meu último recesso.

Chamou a minha atenção o entusiasmo dela pelo que havia encontrado por aqui. Claro estava que ela gostou muito desse espaço, e logo que li o comentário, fui me sentindo mais feliz e recompensada por tê-la agradado tanto com tudo o que há por aqui. Desde então, as visitas (virtuais) em mão dupla jamais pararam…

O fato é que Claudia é uma blogueira muito elegante com as palavras, escreve posts no “Feito a Mão” que são uma delícia de serem lidos, escreve para a mulher moderna e inteligente como nós, que somos críticas e queremos aprender.

Claudia fala suas impressões da vida com visão sempre muito lúcida, enquanto permeia a conversa mostrando as manualidades de que tanto gosta. É arteira e artista. É uma mulher multitarefa, por assim dizer…

Por Claudia Ramalho – Feito a Mão

MATERNIDADE – UM APRENDIZADO QUE REQUER INTELIGÊNCIA

Tal qual Cecília Meireles, eu tenho cá minhas fases. Ora estou mais para a cozinha, ora me deleito com a costura. Ora me inclino para os bordados, ora para os artesanatos em geral. Ora me entrego à fotografia, ora me volto para o digital scrapbooking.

E há também aquela hora em que não quero fazer absolutamente nada além de observar o tempo passar e ver minhas filhas brincando, sem interferir… quieta… invisível… gravando na minha memória esses momentos raros e tão especiais que logo, logo, só existirão aí, nas minhas lembranças.

www.bethkrommes.com Dizem que a maternidade nos torna mais inteligentes. Katherine Ellison, uma escritora americana, estudou o assunto e publicou “Inteligência de Mãe” (Ed. Planeta). Segundo seus estudos, não se trata de aumento de QI (quociente de inteligência), o upgrade seria na inteligência emocional.

Alguém aí duvida que a maternidade seja um exercício diário de muitas características que compõem o conceito de inteligência emocional, como empatia, sociabilidade e motivação? Eu não.

A maternidade muda tudo, minha amiga. Desde o nosso corpo à nossa concepção de mundo. Mudamos as nossas prioridades e aprendemos, à força, a fazer o que for preciso para deixar nossos rebentos mais felizes.

Não é raro encontrar uma mulher, que nunca tinha entrado numa cozinha, aventurando-se a fazer sopinhas e papinhas para seu bebê.

www.bethkrommes.com (2) Comigo não foi diferente. Eu me apresento como uma mãe inventiva e curiosa que gosta de meter a mão na massa e fazer de um tudo um pouco para que a infância de suas filhas seja uma experiência alegre e prazerosa da qual elas sintam saudades quando crescerem.

Quando decidi criar um blog, tive a intenção de compartilhar minha experiência “faça você mesma” e mostrar que é possível criar coisas belas, simples e personalizadas, mesmo sem ser artesã profissional. Lembrar que nós não precisamos comprar tudo pronto, embora às vezes isso é necessário e muito prático. E deixar claro que nada se compara a falar de boca cheia, após ouvir um elogio: – FUI EU QUE FIZ, OBRIGADA.

Tudo que eu faço é, de certa forma, em função das minhas filhas. Se cozinho, é pensando em abrir-lhes o apetite; se bordo é para personalizar-lhes as peças de cama, mesa, banho e roupas em geral; quando invento de fazer um artesanato é para incrementar-lhes as festinhas; se enfeito as fotos de uma viagem num álbum de scrapbooking digital, também é por causa delas. Enfim, meu talento está intimamente vinculado à maternidade.

www.bethkrommes.com (3) Se fiquei mais inteligente depois que virei mãe? Não creio. Mas com certeza a maternidade me deu motivação para aprender tudo o que eu preciso. Se não sei algo, corro atrás de um tutorial, um livro, um site e não sossego enquanto não aprendo.

E ao mesmo tempo em que gosto de aprender, sinto um prazer enorme em compartilhar, seja uma técnica nova, uma dica valiosa, um macete… Porque se há uma coisa que mulher sabe fazer bem, desde as épocas das cavernas, é sociabilizar – trocar informações sobre tudo: desde recomendações alimentares a dicas de entretenimento infantil.

E alguém ainda duvida que ser sociável é ser inteligente?

Imagens: Beth Krommes

“Mulher É Um Bicho Danado!”… Se Não, Vejamos…

Julho 29, 2009

 

Este blog mudou de endereço, que agora é WWW.bichafemea.com     >>>>> passa lá!

Há uma observação sempre recorrente na boca de meu marido que diz assim: mulher é um bicho danado! EmoticonEyebrow

Essa observação, que eu diria não ser das mais requintadas, tem um “Q” de reflexiva, ou no mínimo “dá pano para manga”, para não dizer um bom trololó.EmoticonThumbsUp

Ela vem sempre após atitudes femininas que ele acha extremamente curiosas, que talvez ele não veja ou sinta no universo masculino, e por isso cause tanta perplexidade. São atitudes que levam as mulheres a fazerem sacrifícios para estarem belas e se sentirem jovens, como por exemplo a busca pela beleza que se torna escravidão , ou a preocupação paranóica com a celulite,  e ainda tentarem desmentir uma verdade inexorável: todo mundo vai envelhecer, inclusive a gente. E nessa busca incessante pela beleza e juventude, as mulheres se avaliam e se medem umas pelas outras, para analisar quem está no padrão, ou quem foge dele.EmoticonConfused 

Também causa espanto a cobrança que as mulheres fazem entre si para que “arrumem marido”. Umas perguntam ás outras em tom de curiosidade se têm namorado, se não vão arrumar um, se já casaram, quando vão casar. A princípio parece curiosidade, mas a pergunta é inquisidora e logo parte-se para a sessão dos “porquês” se ela responder que não tem um homem, como se isso fosse algo errado. Essa cobrança no mínimo esquisita foi colocada em discussão aqui no Bicha,  e com maestria , pela Patrícia Pirota do blog “Ainda MininaMá”. Também fora do Bicha fêmea, há discussões sobre isso, como a que fez a Madame Mim, no post “Não me Fiz em Mil Pedaços“, do blog DDA – Diário do Amanhã.

Recentemente a observação do marido veio a tona no festival do Japão. Falei desse passeio que fizemos aqui, lembra? Pois muito bem, foi lá que ele viu mais uma situação de cobrança entre mulheres protagonizada por uma moça que nos abordou para vender um serviço e eu. Logo que ela perguntou se eu trabalhava fora e eu respondi que não, veio a famigerada pergunta em tom de reprovação:

ah! então você não trabalha, só o maridão, hein?

Logo pensei: “como assim, Bial?”

E respondi: “quem disse a você que não estar empregada significa ausência de trabalho? EmoticonAngry

É preciso que se diga que ela percebeu a gafe e tentou remediar a confusão que fez com os conceitos de emprego e trabalho. O fato é que acho pouco provável que depois daquela situação delicada ela tenha se proposto a pensar a respeito, porque parece que as mulheres não param mesmo para pensar sobre o quanto são cruéis umas com as outras, cobrando-se entre si o tempo inteiro um modelo de vida padrão, como se tudo que fugisse a ele fosse um ultraje.

Por esses dias li a Ju, que escreve como colaboradora no blog “Coisas de Meninas”, levantando a discussão dos direitos adquiridos pelas mulheres a partir da luta feminista. Naquele post a bonita levantou um aspecto importante que ficou latente ao longo dos anos desde então: o direito que a mulher adquiriu de poder trabalhar fora se assim ela quisesse, mesmo que isso pudesse significar acúmulo de trabalho (a já conhecida jornada dupla), tornou-se um dever. Parece que foi isso mesmo o que aconteceu. E agora? Mais cobranças…EmoticonCrying

media.photobucket.com (7)Hoje em dia é assim:

1 – Não estar bonita e “gostosa” significa que a mulher não é atraente;

2 – Não estar casada ou namorando significa que a mulher é “esquisita”, tem algo errado para que os homens “não a queiram”;

3 – Não trabalhar fora significa que ela é desprovida de competências se decidisse o contrário, ou passa o dia inteiro de pernas para o ar, incapaz de qualquer atividade que produza valor material ou intelectual.

Quando vejo situações assim, em que a mulher sofre cobranças para se adequar a alguns papéis, penso (com pesar) que parece termos voltado no tempo. Voltamos ao tempo em que a mulher é apontada se não rezar a cartilha que foi escolhida para ela. E onde fica o direito de escolha?EmoticonEyebrow

E mais, quando essa cobrança vem de forma ferrenha das próprias mulheres, que se tornaram carrascas delas mesmas, eu me pergunto: como uma mulher que se diz moderna, sucumbe a esse comportamento tão retrógrado de achar que funções, modelos e comportamentos engessados ainda existem? Não vejo outra saída que seja a de corroborar com a obsevação pitoresca de meu marido: “mulher é um bicho danado!”EmoticonConfused

Imagem: Photobucket

Das Reflexões de Uma Enxaquecosa. Hein? :o

Julho 27, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

files.myopera.com Já disse que sou enxaquecosa? Pois, sou. Fui diagnosticada aos 12 anos de idade, depois de uma série de exames para tentar explicar a razão de uma criança ter crises de dor de cabeça tão severas.

Hoje já se sabe que esse é um mal que ataca em sua grande maioria as mulheres, não é? Pois muito bem, em outras palavras o médico poderia ter dito para mim,  naquele dia em que me explicou o que eu tinha e como conviver com isso:

“bem vinda ao maravilhoso inferno que é o mundo das mulheres, meu bem! Sua aventura acaba de começar.”

EmoticonHysterical … Ai que péssima que fui agora! Nem eu me aguento! EmoticonHappy

Mas enfim, desde então fui aprendendo a conhecer minhas crises, porque meu corpo anuncia quando vai acontecer antes de ela começar de fato, e como administrá-la e sofrer o menos possível com isso.

Fui premiada com mais uma delas no último Sábado, e o marido, que as conhece há 8 anos (desde a época do namoro), cuidou de mim. Fica junto para o que der e vier, faz carinho, prepara a comida, traz na cama, me monitora o tempo inteiro.

Sempre que tenho essas crises e o marido cuida de mim, lembro do que comentava minha saudosa vó, cheia de receios:

“…tadinha dessa bichinha! Quando ela arrumar um namorado e ele souber que ela tem esse problema, ele nem vai querer casar com ela. Quem vai querer casar com uma mulher que fica doente desse jeito? Capaz que nem vai conseguir casar, essa bichinha…”

EmoticonConfusedEmoticonEyebrowEmoticonGoofyEmoticonLaugh

Pára tudo! Olha o que pensava a minha vó! Está vendo como são as coisas?EmoticonSurprised

Agora eu pergunto:

Homem pode ficar doente. Mulher não?

Mulher pode (deve?) cuidar. Homem não?

Posso com uma coisa dessa?EmoticonSad

Imagem: My Opera

Do Porquê Selos na Blogosfera São “Tudibom”!!!!!

Julho 26, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

Antes mesmo de começar a blogar, já conhecia a velha e conhecida brincadeira dos selos. Inclusive como leitora de blogs, eu conheci um e outro cantinho virtual a partir do que as blogueiras falavam na hora de rapassá-los. Eu encarava tudo aquilo como um momento de homenagem de uma blogueira para outra, e considerava que a hora do repasse era um momento de escolha a dedo com o coração, e que envolvia sentimentos como afinidade, respeito e consideração de uma para com a outra.

Depois que virei blogueira, continuei pensando assim. É como penso até hoje. Justamente por isso é que não compreendo o desagrado, que já li nas entrelinhas blogosfera afora, em receber selos. Muitas vezes a aversão ao selinho era escancarada mesmo.EmoticonCrying

A única explicação que encontro é que talvez os selinhos recebam dos blogueiros que têm aversão a eles o “peso da obrigação de postá-los e repassá-los”. Se o foco da brincadeira for isso em si, e não o que representa alguém ter lembrado da gente na hora de repassá-lo, é compreensível que essa aversão se sustente.EmoticonThumbsUp

O fato é que nunca quis pensar dessa forma, e por isso essa aversão nunca me “contaminou”. Tanto é assim que quando recebo um selinho fico feliz da vida, igual pinto no lixo, e depois não tenho a menor pressa de rapassá-los. E não é por falta de consideração. Muito pelo contrário!EmoticonThumbsDown

Repasso um selo em média a cada cinco novas postagens, que é para me dar um tempo de pensar quem vai ser minha nova homenageada. Tenho uma série de selinhos na fila para serem repassados, todos esperando sua vez, devidamente organizados. Vê? Meu foco é outro, por isso não me estresso com o fato de eles estarem esperando a vez de repasse ou com a quantidade deles, já que não considero que vou cumprir uma obrigação, mas terei a chance de citar blogueiras com muito carinho, tanto quem me presenteou como quem vou presentear, como numa homenagem. EmoticonWink

É preciso que se diga que todo esse trololó de hoje tem uma razão de ser, e que o selinho abaixo passou á frente na fila…ehehehe… pois trata-se de algo especial.

Este selo abaixo ganhei da Claudia, do blog “Feito a Mão”. Conhece? Sabia que foi ela mesma quem fez este selinho? Qualquer semelhança entre a imagem e texto do selinho com o lugar de onde venho, terra praina e do Frevo, não é mera coincidência. Agora me diga se eu não ficaria profundamente emocionada e lisonjeada ao saber que a Claudia fez esse selinho pensando no Bicha Fêmea? Pois eu fiquei demais!!!

Selo "Pense num blog arretado da gota!"

O selo é inédito e fui a primeira a recebê-lo, néam?EmoticonShy Conheci a Claudia não faz muito tempo, e desde então a gente visita (virtualmente) uma a outra constantemente. Ela é uma blogueira sensível, inteligente, crítica, generosa, criativa, bonita. E tem um blog gostoso de ler, com textos bem escritos e com proposta de leitura útil, informativa, além de reflexiva. O “Feito a Mão” é um blog que apresenta tudo o que é possível para mim e para você se identificar e se inspirar. Não é uma honra ser lembrada por uma blogueira como a Claudia? Se é!

Agora é hora de deixá-lo ir, e não há regra alguma para repassá-lo. Ele vai apenas com a essência de homenagem, como deve ser. Ele nasceu assim, e segue assim.

Sigo homenageando, portanto.

E sigo homenageando a Fabi, do blog “Favas Design”. O blog dessa bicha fêmea é muito arretado mesmo, ora pois! Haja tanta criatividade num lugar só! O blog é bonito, com layout gostoso e muito bem feito (Pudera! A dona dele é uma artista!), a gente desliza fácil na leitura dos textos, tem inspirações criativas e bonitas de se ver, e a blogueira além de tudo é uma mulher sensível… Só conferindo aqui para você entender o que estou falando…EmoticonHappy

Beijos nas duas, Claudia e Fabi!!!!

Entrevista no Mundinho Particular da Rosi.

Julho 24, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

Hoje não tem post meu, não aqui no Bicha, mas no Mundinho Particular da Rosi. Acredita que fui entrevistada novamente? Pois, creia. Fiquei tão lisonjeada quando a Rosi me convidou…EmoticonShy

Não faço nenhuma revelação bombástica nessa entrevista, essa é que é a verdade, mas tem um pouquinho mais de mim, sim. Então, se você quiser saber mais sobre esta bicha fêmea, basta clicar aqui e dar uma olhada.EmoticonWink

Obrigada pelo generoso espaço, Rosi!!!!

Meu fim de semana vai ficar um tanto mais feliz por sua causa, viu?

Beijos, bonita!

E para você que navega no Bicha, bom final de semana!EmoticonBigSmile

“Pitacos” de Bicha Fêmea: revestimentos de cozinha.

Julho 23, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

A gente já sabe que os desdobramentos do nosso trololó nos comentários do Bicha “rolam” soltos, não é? Como não foi diferente no post em que discutíamos possibilidades para enfeitar nossas paredes, a conversa com a Rose, do blog “Receitinhas e Frescurinhas”, acabou desembocando na reforma da casa dela. Como mulher gosta de perguntar as coisas a outra, porque tudo é motivo para fomentar o trololó, a bonita me perguntou:

“…A minha cozinha é pequena…quando a reforma chegar lá pensei em não colocar mais azulejos na parede apenas pintar, mas na frente da pia pensei numa coisa bem colorida (se o marido deixar kkkkk) usando pastilhas…o que você acha???…”

E como mulher também gosta muito de dar pitacos a partir da pergunta da outra, eu respondi:

sabe que minha cozinha também não é toda revestida com pedras? Do mesmo jeito que você imagina para a sua digo, pintar e colocar pedras na frente da pia, foi o que fiz aqui.

Eu usei pastilhas também, mas não são de vidro, são de porcelanato. Também não são coloridas, são preta e creme bem clarinho. Tanto as pretas quanto as cremes têm efeito fosco e polido, variando entre elas.

Eu fiz assim: revesti em frente a pia (parte molhada) e esse revestimento segue em L até a parte seca. O revestimento é com o creme clarinho, sendo que umas três faixas recebeu as pastilhas pretas. Atrás do fogão sobe do chão ao teto todo o revestimento com as pastilhas pretas.

Fiz a minha compra, e também a paginação de como ficaria essa padronagem na PortoBello. Será que tem dessa loja por aí? Vou fazer assim: vou tirar umas fotos e vou mandar para o teu e-mail, tá?

A ideia de pintar a cozinha e usar pastilhas em parte dela eu acho massa, porque eu mesma fiz e gosto do resultado. Agora, sobre pastilhas coloridas, se não forem muuuuuito coloridas eu também gosto… kkkkk… agora é contigo e o maridão… ehehehehe…”

Decidi não mandar as imagens por e-mail, mas mostrar aqui para você ver também.EmoticonHappy

Bicha FêmeaBicha Fêmea Bicha Fêmea Será que deu para ver o efeito polido e fosco entre as pastilhas claras e escuras?EmoticonEyebrow

Na foto logo abaixo vê-se a coluna revestida atrás do fogão, que vai até o teto. Nesse espaço vai ficar o exaustor.

Bicha Fêmea E as fotos abaixo ilustram o que eu disse, que a cozinha não é toda revestida com pedras.

Bicha Fêmea Bicha Fêmea

Rose, trouxe para o post mais algumas opções de cozinhas para você se inspirar, ? Espero que goste.EmoticonBigSmile

HGTV.com

Essa cozinha, como a minha, também não é revestida por completo. As pedras colocadas em pontos onde é mais fácil sujar, são de mármore em cor acinzentada e em formato de tijolinho.

HGTV.com

Aqui o revestimento é feito com pastilhas de vidro em várias tonalidades, e talvez você possa encontrar algo similar numa loja perto de você. Consegue notar a parede sobre os armários? Também não é revestida.EmoticonCool

HGTV.com

Aqui já aparece um pouco mais de cor. Note que também a cozinha não é toda revestida e, um detalhe diferente: as cores do revestimento do chão foram usadas na parede atrás da pia, sendo que há duas fileiras de pastilhas nas mesmas tonalidades cumprindo a função de rodapé rente ao balcão. Dá para notar?EmoticonEyebrow

HGTV.com

Aqui o revestimento é com pastilhas de vidro preta, branca e cinza. O resultado é um mosaico muito bonito e elegante.

HGTV.com

Essa mescla de pedras com amarelo um pouco mais acentuado e outros mais claros surtiu um efeito muito bonito e iluminado. Note que a parede sobre os armários também não é revestida, como aqui em casa.

E você, bicha fêmea navegante, optaria por revestir a cozinha inteira com pedra ou somente parte dela? E quanto ás cores, qual tua opinião? Bicha fêmea nem gosta de dar pitacos, néam? …cof cof cof… então a hora é agora!!!EmoticonWink

Imagens: HGTV.com

Mais no Bicha

Tudo branco por aqui.

Atualização I

Temos nos comentários uma posição bem firme quanto a preferência por não revestir a cozinha inteira, e com ampla argumentação. Olha só o que escreveu a Fátima, do blog “NÉ?”:

acho bem legal colocar revestimento em uma pedaço só, pq. fica mais fácil variar no restante da cozinha. dá pra pintar uma parede de uma cor forte, por exemplo, e mudar quando quiser, sem grandes sujeiras.

se você revestir a cozinha toda, vai ter de viver um bom tempo com aquilo, ou quebrar tudo, o que demanda tempo, sujeira e $…”

Bons pontos colocados, Fátima. EmoticonWink

Atualização II

…huuummm… mais uma opinião a favor para cozinhas revestidas em partes, e com acréscimo de detalhes a serem observados que eu não fiz. Olha só o que disse a Dolly, do blog “MARYAMARIAH FINE ART’S”:

“…Hoje eu não optaria por revestimento até o teto e muito menos em todas paredes..Acho que onde ficam as partes molhadas sim, nas demais eu usaria pintura acrílica brilhante pela praticidade na manutenção…”

Boa dica quanto a alternativa de tinta a ser usada, Dolly! EmoticonBigSmile

Atualização III

Adoro pontos de vista diferentes, e quando vêm com boas argumentações então…

A Alexandra explicou “tim por tim” por que prefere a cozinha totalmente revestida, olha só:

“…Minha cozinha é revestida "por inteiro", com azulejos mesmo (que eu gosto muito), e pela praticidade na limpeza acho que fico com as paredes revestidas. Sabe como é, comer é bom demais, então, entre almoços, jantares, experiências e afins, a cozinha é um ambiente "engordurado" por natureza. Esse é o meu ponto de vista, baseada em minha cozinha, e olha que nem sou de muita fritura! Sempre que posso, asso ou cozinho o que pode ser feito dessa forma. Mas ó, acho muito bonita também sem revestir todas as paredes. Adorei a sua, bem aconchegante! É tudo uma questão de gosto, e de se sentir bem com aquilo que escolhemos para nossa vida né?…”

Ô, Alexandra! É por aí mesmo, bicha! EmoticonWink

Bicha Fêmea Convidada em Foco: Karol

Julho 21, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

www.wickedsunshine.com A long long time ago, quando comecei a ler a Karol, logo pensei: que mulher sensível! Pois é, acredito que essa é a melhor definição para a Karol, do blog “A DONA DO MUNDO”.

Essa moça me confunde muitas vezes, porque ela é um misto de delicadeza de sentimentos com solidez inabalável de ideias. E entre seus devaneios literários é que me deixo embalar, e vou junto com ela…

Para ler a Karol há que se permitir sentir o que vai por entre as palavras, nas entrelinhas. O espaço d’A DONA DO MUNDO é lugar para se ter coração aberto, alma solta ao vento e palavras combinadas ao sabor das emoções…

Por Karol – A DONA DO MUNDO

Acho que todas nós, convidadas da Lidiane, enfrentamos um dilema: a escolha do tema, a qualidade do texto. Queremos estar à altura dessa pernanbucana arretada, que escreve tão bem.

Pensei em falar sobre muitas coisas, e escrevi muitas outras, quando decidi ser o que sou: romântica, idealista, sonhadora… poeta.

O PREÇO DO AFETO

Quanto você pagaria por um abraço apertado, tipo abraço de urso?

O que você daria em troca de alguns minutos de atenção?

Quantas vezes notou que, quando fala, os outros lhe viram as costas?

Há quanto tempo não encontra alguém que se interesse verdadeiramente por você, pelas suas ideias?

Já ficou sozinha quando mais precisava de ajuda?

A verdade é que às vezes daríamos tudo que temos por um abraço, por atenção e por apoio. Mas diariamente, esquecemos de plantar afeto, de ser gentil, de olhar por alguém, ou de simplesmente escutar o que o outro tem a dizer. O sorriso sincero e espontâneo, o interesse, o real interesse, sem julgamento e preconceitos é capaz de transformar o mundo e as pessoas.

Hoje abracei meu pai, depois de muito tempo… não que eu não o veja com frequência, acho que apenas não tinha o costume.

Hoje dei um pouco de atenção a ele e descobri um homem que eu não conhecia. No meio de todos os problemas pelos quais está passando estavamos eu e o meu abraço, e na despedida o sorriso dele também estava presente.

“meu afeto custa um sorriso

e se não puder pagar,

dou-te meu coração

queria poder te dar flores

uma casa a beira do rio

um abraço

queria pegar na sua mão

e sair pra brincar

queria que “só por hoje fosse meu pai”

( k. 1995)

Penso sempre que o afeto é o amor mais apurado, mais doce, mais leve. Penso que é preciso dar, sem ter em troca.

Viva o afeto e a amizade!

Imagem: Wicked Sunshine

Selo “Troféu do Amigo”

Julho 21, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

Selo recebido da Patrícia, do blog “AINDA MININAMÁ”;

da Rose, do blog “Receitinhas e Frescurinhas”;

da Claudia, do blog “Claudia’s Kingdom”;

e da Ilália, do blog “Maquiagem Mineral”.

Selo da Amizade

Esse selinho eu já havia ganhado, como pode-se ver aqui. Por esse motivo, vou ser rebelde e não vou repassá-lo.

Mas quero deixar registrado o quanto fico grata ao receber esses selinhos, porque considero que são um sinal de lembrança quando se quer repassá-lo, por isso fico bem feliz quando recebo um.

Obrigada, meninas!

Do Porquê de Eu Não Gostar de Vendas por Telefone…

Julho 20, 2009

O endereço do Bicha Fêmea agora é www.bichafemea.com, você vai dar uma passadinha por lá?

www.freewebs.comtrimmmmm (meu telefone toca)

Alô! (eu atendo do lado de cá)

Quem está falando? (responde uma voz feminina do lado de lá)

A senhora gostaria de falar com quem? (pergunto, partindo do princípio de que quando alguém faz uma ligação, esse alguém sabe com quem quer falar, certo?EmoticonEyebrow )

Eu queria falar com a dona da casa. (a criatura me responde, já denunciando do que se trata aquela ligação)

Ah! A senhora quer falar com a dona da casa mas não sabe o nome dela? (respondo com essa pergunta para deixá-la em crise existencialEmoticonHappy )

É que aqui é uma escola de informática. (e???…eu com isso?EmoticonAngry )

Ah, sim! Telemarketing ativo, não é? Não! Não estou interessada nesse tipo de serviço. Há algo mais em que possa lhe ajudar? (pergunto, enfaticamente…)

Não. Obrigada! (responde a moça, que deve ter pensado: ih! “caí do cavalo”)

Ok, então. Tenha um bom dia! (encerro o diálogo)

É fato, sei que quem trabalha fazendo telemarketing ativo está correndo atrás do seu ordenado no fim do mês. Então, não é nada pessoal.

Mas, oh! Acho que já está na hora de as empresas encontrarem outra forma para insitigar o consumidor a adquirir produtos e serviços, não? Pessoalmente, acho que esse método invasivo já era, e faz uma propaganda com efeito contrário. Mais negativo, impossível!!!

E nem adiantou ter o número no cadastro dos que não querem receber esse tipo de ligação, vale ressaltar…EmoticonAngry

E para lidar com essas criaturas? Só entoando um mantra mesmo, viu?

“…tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinnha ereta, e o coração tranquilo…tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinnha ereta, e o coração tranquilo…tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinnha ereta, e o coração tranquilo…tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinnha ereta, e o coração tranquilo…tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinnha ereta, e o coração tranquilo…”EmoticonCrying